Casa de Viver

Categorias

Histórico

Cozinha é lugar de socializar! Veja como deixar a sua mais gostosa

Casa de Viver

29/08/2017 04h00

A cozinha, muitas vezes, vezes é o ponto de encontro de amigos e da família. Com certeza você se lembra desde momentos bons, como cozinhar junto de alguém especial a momentos de: “menino, tira a mão da panela!” ou “quem lava a louça hoje é você!”. Se identificou, né? As cozinhas variam de acordo com a o jeito como cada um usa. Tem família que prefere um espaço de preparo, outros gostam de ter uma copa integrada. Atualmente, as cozinhas abertas estão crescendo. E, além das principais, as áreas “gourmets” se tornam uma segunda cozinha, principalmente em varandas, piscinas e terraços. Bora preparar essa cozinha para ela ficar bem gostosa?

Cozinhas integradas

Muitas pessoas que têm cozinhas fechadas querem abrir. Esse tipo de alteração pode ser feita, dependendo da planta da sua casa. É ótimo! Primeiro, a mudança amplia o espaço, ainda mais em tempos de apartamentos tão pequenos, e as pessoas conseguem ter mais interação ao cozinhar ou dar aquela espiadinha na TV. Dependendo do formato do seu lar, é só quebrar uma parede, rebocar e “Voilá!”

Cozinha Integrada – Divulgação/ Beatriz Dutra

Triangulação

Para facilitar o trabalho na cozinha, o ideal é deixar a geladeira, cuba e fogão numa disposição que fiquem nos vértices de um triângulo. Isso facilita a circulação e o manuseio dos produtos. Nas cozinhas muito pequenas, às vezes, essa distribuição fica impossível, mas não se preocupe, o espaço a percorrer também será pequeno.

Armário com cara de novo

Uma opção bacana para modificar sua cozinha, sem gastar muito, é trocar só as portas da cozinha existente, mantendo a estrutura original do armário. É até melhor que a parte interna do armário seja branca, isso traz mais luminosidade para identificar os objetos, limpeza e gerar menos custos. Para as portas tem muitas opções de acabamento, de simples a mais sofisticados. São eles:

  • MDF e MDP Laminados: Existem diversos tipos de chapas laminadas, ou seja, são revestidas com materiais texturizados com diferentes cores ou que imitam lâminas de madeira, linhos, lacas, entre outros. É um material mais barato do mercado com ótima durabilidade.
  • Laminados Lisos: Hoje em dia, existe uma linha de laminado que imita a laca, ou seja é liso (sem textura) e tem um semi-brilho. É vendido em folhas e dura bastante. Porém não apresentam uma cartela de cor muito vasta. Seu custo é um pouco maior e é necessário um bom marceneiro para que as juntas da lâminas não comecem a descolar.

Armários em Laminado Liso com Bancada e Quartzo Cinza

  • Vidro: Opções com diferentes cores, fáceis de limpar e resistentes a risco, mas podem quebrar se houver um impacto muito forte.
  • Laca: são madeiras pintadas com máquinas ou pistolas automotivas, foscas ou com brilho, além de uma diversidade imensa de cores, dão sofisticação ao ambiente. São opções mais caras e são mais sensíveis a riscos. Normalmente, são mais utilizados em cozinhas abertas e gourmets.
  • Madeiras naturais: são mais valorizadas, porém, a madeira precisa de manutenções recorrentes por absorver com mais facilidade algumas substâncias e água.

Gourmet com Louceiro – Portas em madeira natural ripada e interno em Laca Azul – Divulgação/ David Bastos

Bancadas

Bancadas podem ser trocadas, mas, dependendo do revestimento, podem sair bem caras. Uma opção bacana é brincar com os acabamentos das pedras. A pedra polida (brilho) é a mais utilizada, até porque mancha menos. Porém podem ser levigadas (fosca) ou escovadas (com relevo). Esses acabamentos, porém, demandam mais cuidado com gorduras e precisam ser impermeabilizados de tempos em tempos. Portanto se você tem um gourmet para pequenos preparos não hesite em usar. Agora se você cozinha bastante, não recomendamos esses últimos tipos de acabamento. Assim como não são legais mármores em cozinha, por absorver gordura e manchar facilmente. Existem também materiais que imitam compostos naturais e que são resistentes a calor e riscos. Podendo ter os mesmos acabamentos de uma pedra natural. Alguns chegam a imitar o mármore.

Armários em Laca e Bancada em Granito São Gabriel Levigado

6. Metais

As torneiras são fáceis de trocar e podem trazer mais sofisticação, pois eles podem servir como uma peça de design e decoração e não somente um utensílio. Existem acabamentos em inox, pretos e até dourados.

Marcenaria em Laca, Bancada em Basaltite Serrada e Torneira em Dourado Fosco – Divulgação/ TRiART ARQUITETURA

Decore

Brinque com pratos, copos, tigelas, temperos, frutas, grãos, batedeiras entre outros objetos que vier sua criatividade. Se for um gourmet com apenas pia, podem ser usados quadrinhos e livros. Desfrute!

Gourmet da Mostra Expo Revestir – Bancada de Neolith Fosco e Metal Preto – Destaque para o nicho da bancada com temperos e fundo com objetos de decoração – Divulgação/ Neolith

Quer gastar pouco? Talvez seja melhor cortar os seguintes itens:

  • Piso: para economizar, melhor não trocá-lo, porém se for muito feio, opte por colocar piso sobre piso.
  • Ponto hidráulico: Toda vez que mexer em hidráulica, o valor da obra aumenta bastante, junto com a hidráulica, vem a reposição dos azulejos ou a troca de todos. Se tiver que alterar somente um pouco da cuba e tiver torneiras de bancadas, use os sifões e pontos de entrada de água flexíveis. Agora, se você quer mudar a cuba de parede ou acrescentar ponto para máquina de lavar pratos, não tem jeito!
  • Gás: Para não mexer no gás, fique atento ao fogão. Se for comprar um novo, veja as normas de segurança. O ponto de gás nunca pode ficar atrás do fogão e o registro tem que ter fácil acesso.
  • Elétrica: Primeiro, verifique a segurança da fiação. Você pode trocá-la sem quebrar nada! Se não precisar trocar ponto nenhum, ótimo! Caso não queira mexer na elétrica, terá que adequar o mobiliário aos pontos existentes. Normalmente as cozinhas planejadas pedem para que os pontos sejam modificados, fique atento. No caso de fogões e fornos, veja normas de segurança, assim como as do gás.

Sobre os autores

A dupla de arquitetos que assina este blog tem muita genética envolvida: Beatriz Dutra e André Bacalov, além de mãe e filho, são a oitava e nona gerações de artistas plásticos da família. No início, ela não queria que ele seguisse sua profissão. Mudou de ideia quando viu o talento do jovem e o convidou para trabalhar com ela. Foi aí que André decidiu começar uma carreira independente. Beatriz chefia o escritório que leva seu nome e André optou por criar o próprio, com duas sócias, o TRiART. Agora, aqui no Casa de Viver, eles finalmente trabalham juntos

Sobre o blog

Um blog com muitos macetes e sugestões para deixar seu lar mais bonito, prático e deliciosamente aconchegante. Mas não um lugar que pareça uma vitrine, não! Ninguém vive feliz em um cenário intocável. A gente quer que você tenha uma casa inspirada nas palavras de Carlos Drummond de Andrade: "Arrume a sua casa todos os dias... Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo para viver nela".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Topo