Casa de Viver

Histórico

Além de linda, decoração industrial cabe no bolso

Casa de Viver

25/12/2017 08h00

Laje e conduítes aparentes (Foto: Emmanuel Gonçalves/Divulgação: Arquiteto Eduardo Medeiros, Bela Cruz Arquitetura, Studio Migliori)

 

Apesar de estar em alta agora, a decoração industrial começou nos Estados Unidos nos anos 60 e  70, inspirada nas instalações de fábricas e galpões que, após reformados, deram espaço a residências urbanas — os lofts que hoje são adaptados a qualquer tipo de apartamento ou casa.

Com ambientes cada vez menores, a tendência é que sejam mais integrados para que tenhamos maior amplitude e soluções mais funcionais na hora de decorar.

Pendentes com conduítes, predominância do concreto e todos ambientes integrados. (Foto: Emmanuel Gonçalves/Divulgação: Arquiteto Eduardo Medeiros, Bela Cruz Arquitetura, Studio Migliori)

 

As principais características do estilo industrial são espaços amplos e rudimentares, com suas estruturas expostas em contraste com decoração sofisticada ou descolada. Predominam as lajes aparentes (tanto no piso quanto no teto), tijolos ou blocos aparentes, canos e conduítes expostos, além de móveis de design simples. As janelas devem ser grandes, com os caixilhos aparentes; as escadas metálicas, o concreto e o cimento queimado são a bola da vez. A cor predominante é o cinza e o preto, mas isso não é uma regra, varia com gosto. Pode usar tons fortes e coloridos também.

Característica de ambiente industrial: pé-direito alto, teto em concreto aparente, iluminação com fiação exposta. (Foto: Divulgação/Projeto: Roberta Moura, Paula Faria e Luciana Mambrini)

 

Para o mobiliário, dois estilos combinam com o industrial: o rústico ou vintage. Para a primeira opção, use móveis rústicos, desgastados e tons metálicos. Para a segunda, tons coloridos com móveis de madeira natural. Use a criatividade: use pallets para fazer mesas, baús antigos para mesas de cabeceira, uma porta com cavaletes como escrivaninha, uma bicicleta na parede em vez de um quadro e assim por diante.

Para baratear o custo, use tubos de PVC para fazer o luminotécnico e em vez de concreto use uma mistura de cimento queimado (que é uma nata de cimento em pó, cola, água e verniz fixador), use ferros de construção ou tubos de PVC pintados para para criar estantes ou para fixar TVs.

Detalhes das estantes com fergalhões. (Foto: Divulgação/Loja Daniel Wellington – Lisboa)

 

A iluminação sempre tem dois papéis: iluminar e o cênico (que é a luz certa para valorizar a decoração, o ambiente e os objetos, dando ou não dramaticidade ao ambiente). Na decoração industrial, o papel predominante é o cênico. Algumas áreas devem ter clima mais intimista, ficando mais sombreadas e outras, mais focadas. As luminárias decorativas são bem características.  As lojas oferecem enorme variedade de produtos com esse estilo e o melhor: o custo é sempre menor.

Decoração industrial, é simples, prática, funcional, econômica e linda. Aproveite!

Sobre os autores

A dupla de arquitetos que assina este blog tem muita genética envolvida: Beatriz Dutra e André Bacalov, além de mãe e filho, são a oitava e nona gerações de artistas plásticos da família. No início, ela não queria que ele seguisse sua profissão. Mudou de ideia quando viu o talento do jovem e o convidou para trabalhar com ela. Foi aí que André decidiu começar uma carreira independente. Beatriz chefia o escritório que leva seu nome e André optou por criar o próprio, com duas sócias, o TRiART. Agora, aqui no Casa de Viver, eles finalmente trabalham juntos

Sobre o blog

Um blog com muitos macetes e sugestões para deixar seu lar mais bonito, prático e deliciosamente aconchegante. Mas não um lugar que pareça uma vitrine, não! Ninguém vive feliz em um cenário intocável. A gente quer que você tenha uma casa inspirada nas palavras de Carlos Drummond de Andrade: "Arrume a sua casa todos os dias... Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo para viver nela".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
Topo